fbpx

Chove no Brasil, mas não o bastante para início do plantio da nova safra de verão

Segundo números da Climatempo, as chuvas voltaram a ocorrer em algumas regiões do Brasil. Como indica o mapa a seguir, nos últimos cinco dias, no Centro-Oeste o estado de Mato Grosso recebeu de 5 a 20 mm; Mato Grosso do Sul, de 15 a 25 mm, parte do Goiás de 1 a 10 mm; já no Sul do país, Rio Grande do Sul registrou de 15 e 30 mm, enquanto Paraná e Santa Catarina receberam de 5 a 15 mm.

No Sudeste, chove mais de 20 mm nesta terça-feira (6) e, nos últimos cinco dias, os acumulados mais elevados foram em São Paulo, no Espírito Santo e Rio de Janeiro – de 1 a 10 mm -, enquanto em Minas Gerais, apenas o sul do estado registrou a ocorrência de precipitações. No Nordeste, o leste da Bahia contou com chuvas de 5 a 10 mm nos últimos cinco dias.

Essas chuvas começam a se intensificar nesta semana, ainda segundo a Climatempo, com a intensificação de um sistema de baixa pressão ao largo da Costa do Rio Grande do Sul e que ganha força a partir desta terça-feira, a nove dias do final do período do vazio sanitário na maior parte dos estados produtores de soja do Brasil. No entanto, a pergunta da maior parte dos produtores brasileiros neste momento, prestes a darem início ao plantio da nova safra de soja, é se essas condições de clima permanecem e se estendem até o início dos trabalhos de campo.

Por enquanto, a resposta ainda é não. De acordo como climatologista Luiz Carlos Molion, a estação chuvosa deve se atrasar este ano e a previsão é de que as precipitações regulares possam ser registradas somente no segundo bimestre do ano, podendo atrasar a semeadura da safra de verão em boa parte do Brasil.

“O produtor rural deve ter paciência e esperar a estação chuvosa se formar”, aconselha Molion. “Se cair uma ou outra chuva [antes da terceira semana de novembro], esta deverá ser localizada”.

Diante de situações como estas que a tecnologia e o cruzamento de informações são fundamentais para minimizar os impactos dos riscos climáticos sobre a safra. Com isso, uma equipe de profissionais com larga experiência no agronegócio desenvolveu uma ferramenta que visa contribuir com o dia a dia do produtor rural. Trata-se do Crop View.

“Cropview é uma ferramenta de gestão que auxilia o produtor nas grandes decisões de investimentos. Calcula como o clima afeta a produtividade, se existem alertas de geadas ou aparecimento de doenças por causa do clima. Com o Cropview você acompanha o histórico de produtividade dos últimos 10 anos na sua região e até da sua propriedade, além de saber qual a janela ideal para plantio e colheita. No site é possível fazer simulação de safra a acompanhar a previsão do tempo para 15 dias e a tendência climática para os próximos 6 meses”, explica a equipe do projeto.

Fonte: (Notícias Agrícolas)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X