fbpx

China sobretaxa açúcar importado, mas não está entre os principais clientes das usinas do Brasil

Levantamento feito a partir de dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços constata que a China não está entre os principais compradores do açúcar brasileiro.

Conforme os dados, referentes ao acumulado entre janeiro e abril de 2017, os chineses ocupam a décima posição entre os importadores do adoçante feito pelas usinas do Brasil.

Em dólares FOB (até o embarque), foram exportados pelo Brasil US$ 93,3 milhões de açúcar em bruto para a China no primeiro quadrimestre do ano. Em 2016, no mesmo período, foram US$ 148,3 milhões.

Conforme os dados do Ministério, o principal cliente do açúcar brasileiro entre janeiro e abril desse ano é a Bangladesh, com US$ 292,2 milhões em aquisições.

Em segundo lugar vem a Argélia (US$ 252,7 milhões), seguida da Índia (US$ 222,7 milhões), segundo maior produtor mundial do adoçante depois do Brasil.

Principais compradores de açúcar brasileiro (janeiro a abril – em US$/FOB)

                                                                               2017           2016         Variação 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X