fbpx

China quer triplicar capacidade local de produção de etanol

Às vésperas de criar incentivo para o etanol, a China abre espaço gigantesco para importar biocombustível, mas também sinaliza que buscará opções localizadas para tentar suprir a demanda.

Em entrevista para a Agência Reuters, Dou Kejun, pesquisador do Centro Nacional de Energia Renovável da China, destacou que o País deve mais do que triplicar a sua capacidade de produção de etanol até 2020.

Segundo ele, a China constrói ou tenta aprovar projetos de novas usinas de etanol, com capacidade para produzir 6,6 milhões de toneladas de biocombustível por ano.

Em 2017, conforme a entrevista para a Reuters, o País tinha capacidade de produção de 2,8 milhões de toneladas.

Também em 2017 a China relatou que passaria a exigir que os estoques de gasolina de todo o país fossem misturados com etanol até 2020. Essa ação demandaria quase 15 milhões de toneladas anuais do biocombustível.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X