fbpx
JornalCana

CerradinhoBio vai construir nova planta de etanol de milho em Maracaju (MS)

Unidade terá capacidade para processar 1,1 milhão de toneladas de milho por ano

A Neomille, subsidiária de etanol de milho da CerradinhoBio, avança na viabilização de uma nova planta de etanol de milho em Maracaju – MS. Com investimento estimado na faixa de um R$ 1 bilhão, a nova indústria prevê o processamento de 1,1 milhão de toneladas de milho por ano, resultando em, aproximadamente, 510 milhões de litros de etanol. Recentemente, a companhia já tinha anunciado a expansão da indústria de etanol de milho em Chapadão do Céu (Goiás).

Com a aplicação das melhores tecnologias, além do etanol, está prevista a produção e comercialização de energia, e de óleo e DDGs (Dries Destilled Grain with Solubles), ambos destinados ao mercado de nutrição animal. As tecnologia e processos aplicados garantirão que a nova fábrica opere sem a geração de qualquer tipo de resíduo, transformando toda a matéria-prima e insumos em produtos.

De acordo com o CEO da CerradinhoBio, Paulo Motta, a geografia privilegiada para obter a matéria-prima e para escoar os produtos, somada ao ambiente de negócios favorável proporcionado pelos governos estadual e municipal, foram os fatores decisivos para a escolha do munícipio sul-mato-grossense.

LEIA MAIS > Usinas se preparam para atender à LGPD

“Maracaju é a maior produtora de milho do estado e possui condições favoráveis para aquisição de biomassa e comercialização de coprodutos. O milho da região que predominantemente é exportado; agora, a partir deste projeto, será processado em Maracaju e gerará valor à cadeia e economia local. A indústria trará opções de negócios ao agricultor e pecuarista, com parcerias no suprimento de milho, no cultivo de eucalipto e na utilização do DDGs como ingrediente na dieta animal”, destaca Motta.

A nova unidade da Neomille ocupará uma área de 115 hectares situada em terreno já adquirido na rodovia MS-156. Outros avanços importantes já completados pelo empreendimento foram a assinatura do Termo de Acordo com o Estado do Mato Grosso do Sul e a aquisição de 100% da biomassa para suprimento dos primeiros anos de operação.

Considerando os cronogramas para obtenção da Licença de Instalação, cujo processo já foi iniciado, e a finalização do projeto de engenharia, que já está em andamento, o objetivo é iniciar as obras no primeiro semestre de 2022, com a conclusão prevista para o segundo semestre de 2023.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram