fbpx

Centro-Sul produz 24,72 bilhões de litros de etanol; vendas chegam a 17,75 bilhões de litros

No acumulado desde o início da safra 2010/2011 do Centro-Sul, a produção de açúcar totalizou 33,02 milhões de toneladas, enquanto a de etanol alcançou 24,72 bilhões de litros, crescimento de 14,04% comparado ao mesmo período de 2009. Do total produzido de etanol, 17,51 bilhões de litros foram de etanol hidratado e 7,21 de etanol anidro.

Segundo a Unica, do volume de matéria-prima processado na segunda quinzena de novembro, 44,27% destinou-se à produção de açúcar. No acumulado desde o início da safra, essa percentagem ficou em 45,00%.

A produção de açúcar nos últimos quinze dias de novembro totalizou 1,02 milhão de toneladas, queda de 18,09% em relação ao mesmo período da safra anterior, quando foram produzidas 1,25 milhão de toneladas. A produção de etanol, por sua vez, somou 784,60 milhões de litros, dos quais 310,40 milhões de litros de etanol anidro e 474,20 milhões de hidratado.

De acordo com o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, a produção divulgada para a segunda quinzena de novembro incorpora os volumes de etanol hidratado que foram desidratados nos últimos meses e convertidos em etanol anidro. “Esse volume de etanol anidro dá mais tranquilidade ao abastecimento da entressafra e exemplifica como os sinais de mercado foram suficientes para o estímulo da produção do produto,” explica o executivo.

Vendas de etanol

As vendas de etanol pelas unidades produtoras da Região Centro-Sul, acumuladas de abril até o final da segunda quinzena de novembro, somaram 17,75 bilhões de litros, 3,86% abaixo do total para o mesmo período do ano passado. Deste total, 1,50 bilhões de litros destinaram-se à exportação – volume 40,42% inferior ao exportado em 2009 – enquanto 16,26 bilhões de litros ficaram no mercado doméstico.

O incremento na produção e a queda nas exportações de etanol permitiram que um volume maior do produto fosse direcionado para o atendimento do mercado interno.

Do montante direcionado ao abastecimento doméstico, 11,84 bilhões de litros referem-se ao etanol hidratado e 4,42 bilhões de litros ao etanol anidro, volume 10,60% maior ao observado na safra 2009/2010.

Nos últimos 15 dias de novembro, as vendas de etanol atingiram 1,15 bilhão de litros, contra 1,10 bilhão de litros registrados em igual período de 2009. Deste total, as vendas de etanol anidro representaram 307,18 milhões de litros comercializados e as de hidratado 845,33 milhões.

A despeito do aumento considerável de frota flex nos últimos 12 meses, o volume de etanol hidratado carburante vendido na segunda quinzena de novembro foi praticamente igual àquele observado no mesmo período do ano anterior: 712,40 milhões de litros este ano, contra 705,75 em 2009.

“Esse fato é natural na medida em que aumenta a proporção de veículos flex nas ruas e, com isso, um maior número de consumidores pode escolher o combustível no momento do abastecimento,” acrescentou Rodrigues.

Com base em dados de vendas de veículos da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Unica estima a frota brasileira de carros flex em 11,78 milhões de veículos, representando 45,69% da frota total de veículos leves (Ciclo Otto). As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pela Unica.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X