fbpx

Central de Inteligência Agrícola monitora unidades da Biosev à distância

Iniciativa integra investimentos da companhia em automação

Área operada por unidade da Biosev (Foto: Divulgação)

Central de Inteligência Agrícola (CIA) é uma das iniciativas adotada Biosev S.A. (B3:BSEV3) em automação no campo.

A estrutura é responsável pelo monitoramento à distância de todas as unidades da companhia.

Segundo a empresa, a sala de controle reúne diferentes tecnologias, ferramentas de BI (Business Inteligence) e de comunicação para avaliar índices de produtividade em tempo real.

“A CIA nos possibilita ter uma visão macro da operação em tempo real, de forma que as lideranças consigam tomar decisões estratégicas rapidamente”, explica Carlos Daniel Berro Filho, diretor Agrícola da Biosev.

“[Essas decisões previnem] possíveis erros de processos e corrigindo quaisquer falhas rapidamente.”

 

Leia também:

Moderna e eficiente, usina argentina conquista MasterCana Award na categoria Sugar Mill of the Year

 

Monitoramento de máquinas

Outra ação empreendida pela Biosev é o monitoramento de máquinas.

Trata-se de uma das principais formas de acompanhamento da performance da operação.

É feita principalmente por meio da telemetria, transmissão de dados capturados pelo computador de bordo de cada equipamento.

Outra iniciativa é a Fila Única de Transbordo (FUT), que permite que os motoristas de transbordo aguardem no campo até serem chamados por uma colhedora.

Ao aceitar a solicitação, o operador recebe a posição exata da outra máquina no GPS, otimizando a operação e eliminando deslocamentos desnecessários.

A iniciativa está em fase de testes nas unidades Santa Elisa, em Sertãozinho (SP) e Vale do Rosário, em Morro Agudo (SP).

Já o Certificado Digital de Cana é a terceira tecnologia de monitoramento à distância empregada.

O aplicativo utiliza informações do computador de bordo para integrar a comunicação entre caminhão, transbordo e colhedora.

E registra informações como local e horário da colheita, além dos códigos de cada máquina.

 

Investimentos de R$ 278,8 milhões

Somente no primeiro trimestre da safra 2019/2020, a Biosev destaca ter investido R$ 278,8 milhões, .

A maior parte desse montante, relata, foi destinada para a aquisição de novas colhedoras e renovação dos canaviais.

 

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X