fbpx

Carro elétrico avança na China, mas não deve ultrapassar 30% da frota

Avaliação é da Câmara da Indústria Automobilística chinesa

Foto: participantes da reunião durante a Missão China (Divulgação)

Os carros elétricos avançam na China. Mas eles não ultrapassarão 30% da frota total.

A saber, essa informação é da Associação da Indústria Automobilística da China (CAAM).

De acordo com representantes da entidade, apesar de todos os incentivos aos carros elétricos na China, eles não deverão passar de 30% da frota.

De seu lado, os representantes fizeram a projeção durante reunião entre a CAAM e representantes da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA).

A reunião foi divulgada nesta segunda-feira (05/08/19) por Eduardo Leão de Souza, diretor executivo e de relações internacionais da UNICA.

Clique aqui para acessar a divulgação de Leão.

Etanol fará parte da equação

De acordo com a CAAM, a frota atual de veículos na China, que é de 240 milhões, deverá duplicar nos próximos anos.

Por sua vez, apesar do avanço dos carros elétricos, a entidade entende que o etanol também terá vez no mercado.

“O etanol vai ter que necessariamente fazer parte da equação no esforço chinês de reduzir poluição local e emissões de gases de efeito estufa”, avalia a entidade.

Finalmente, participaram do encontro, o presidente do conselho da UNICA, Marcelo Ometto.

E também estiveram na reunião o secretário de Agricultura de SP, Gustavo Junqueira, e a presidente da CETESB, Patricia Iglecias.

A reunião integra a Missão China 2019.

Clique aqui para ler mais a respeito.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X