fbpx
JornalCana

Câmbio aumenta preços internos de commodities

O dólar, que traz mais receita em reais para os produtos exportados, está elevando os custos de produção.

Acompanhamento do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) indica que o gasto médio dos produtores de Mato Grosso com fertilizantes e defensivos aumentou de 27% a 41%, dependendo da região, em relação a 2014.

A alta se deve ao impacto do dólar nesses insumos, porque grande parte deles é importada. Além do custo maior para o produtor, o dólar valorizado dá suporte interno aos preços de produtos tradicionalmente exportados.

Soja e milho, mesmo com produção elevada, têm preço em alta no mercado interno. No caso da carne suína, a alta é de 28% em setembro.
No bolso

Os consumidores paulistanos pagaram, em média, R$ 1,992 pelo litro de etanol hidratado nesta semana, 1% mais do que na anterior. Os dados são da Folha, que pesquisa semanalmente o valor dos combustíveis na cidade de São Paulo.

Usinas

O aumento nos postos reflete reajuste nas usinas. Dados do Cepea indicam que o etanol hidratado esteve a R$ 1,30 na porta da indústria nesta semana, o maior valor desde fevereiro último. O anidro foi a R$ 1,43 por litro.

Paridade

Com o aumento de preços desta semana, o etanol tem paridade de 63% em relação ao valor da gasolina na capital paulista. Nesse percentual, o etanol ainda é mais vantajoso para o consumidor do que o derivado do petróleo, apontam pesquisas.

Diferenças

Com o aumento do preço do etanol nas bombas nas últimas semanas, a pesquisa da Folha registrou que os valores mais elevados para o produto são de R$ 2,199. Já os menores estão em R$ 1,799.

(Fonte: Folha de S.Paulo)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram