fbpx

Cade aprova sem restrições acordo entre Petrobras e São Martinho

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições acordo entre a Petrobras Biocombustível, subsidiária da Petrobras, e a São Martinho, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (12).

Em meados de dezembro, a Petrobras fechou negócio com a São Martinho para venda de sua fatia de 49% na produtora de etanol Nova Fronteira, por um valor estimado de US$ 133 milhões.

A Nova Fronteira, joint venture formada pela Petrobras Biocombustível (PBIO) e pela São Martinho (com 51%), tem como principal ativo a Usina Boa Vista, localizada em Quirinópolis (GO), dedicada exclusivamente à produção de etanol.

“Essa operação faz parte do Programa de Desinvestimentos 2015-2016 e será contabilizada para a meta de desinvestimentos do biênio com o valor de 133 milhões de dólares, com base no preço médio ponderado pelo volume dos últimos 30 dias de negociação das ações da São Martinho”, afirmou a Petrobras em nota em dezembro.

Com a venda de participação, a Petrobras já alienou ativos no valor de um pouco mais de US$ 11 bilhões, de um plano que projeta US$ 15,1 bilhões para o biênio 2015-2016, que tem como objetivo reduzir o endividamento.
A Petrobras tem participações em nove usinas de açúcar e etanol no Brasil, incluindo a joint venture com a São

Martinho, bem como participação em cinco usinas de biodiesel. A Petrobras também iniciou negociações com a Tereos Internacional para a venda da participação de 45,9% da Petrobras Biocombustível na empresa do setor sucroenergético Guarani.

As informações são da Reuters.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X