fbpx

Brasil deve ampliar plantio de cana para atender o Japão

O Ministério da Agricultura espera receber no prazo de 60 dias um estudo de viabilidade para a abertura de novas áreas de plantio de cana-de-açúcar no país. A expansão da atividade canavieira seria motivada pela possibilidade de importação de álcool pelo Japão.

As novas áreas de cultivo teriam um mercado certo para exportação, definido por meio de contratos.

O país oriental regulamentou Lei esta semana que permite a adição de até 3% de álcool à gasolina a partir de março de 2004 nas regiões de Osaka e da Ilha Hogaido.

De 2005 em diante, a norma valerá para todo o país. Análises do governo do Japão comprovam que a adição até 10% de etanol não compromete a mecânica da sua frota de veículos, que consome 60 bilhões de litros/ano de gasolina. A nova regulamentação significa um mercado potencial de 1,8 bilhão de litros/ano de álcool.

Produção – Além do interesse na importação na produção brasileira, o governo japonês já manifestou intenção de investir em infra-estrutura de transporte e logística para permitir o escoamento da produção até os portos, segundo o Ministério da Agricultura.

O estudo, segundo informações do ministério, será elaborado pela Câmara Setorial do Açúcar e do Álcool, a pedido não só do governo brasileiro, mas também do Banco Japonês de Cooperação Internacional (JBIC).

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X