JornalCana

BR Distribuidora estrutura programa de parceria com usinas de álcool de olho no Proinfa

A BR Distribuidora, empresa do grupo Petrobras, estrutura programa de parceria com usinas de álcool para geração de energia de olho nas oportunidades de negócios do Programa de Incentivo a Fontes Alternativas de Energia. A estimativa da empresa é que sejam investidos R$ 630 milhões, sendo 30% de capital da BR Distribuidora e das usinas e o restante, 70%, de financiamentos.

Segundo Renato Costa, gerente de Comercialização de Soluções Energéticas da BR Distribuidora, a empresa deverá destinar cerca de R$ 90 milhões dos investimentos. A meta é gerar até 350 MW, que seriam comprados pela Eletrobrás no âmbito do Proinfa.

O valor econômico que garantiria a viabilidade dos projetos fica entre R$ 115 a R$ 120 por MWh, de acordo com Costa. O programa seria formatado em Sociedades de Propósito Específico estabelecidas em parceria com uma ou mais usinas de álcool, localizadas em alguns estados do país.

De acordo com Costa, as usinas de álcool se beneficiariam com a presença da BR Distribuidora em função da sinergia da estatal com o mercado. “A BR traz melhor percepção de risco para o projeto, além de alavancar outros tipos de recebíveis como, por exemplo, contrato de compra de álcool. Outra vantagem é podermos colocar na negociação a venda do insumo diesel”, cita Costa.

Ele explica que a idéia da BR é trazer soluções energéticas, e não simplesmente vender energia. Costa afirma que a BR Distribudora está aguardando a divulgação do valor econômico, previsto pela ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff para esta semana, e o início da chamada pública do Proinfa. Apesar de o programa estar sendo formatado para vender energia no âmbito do Proinfa, Costa não descarta a possibilidade de sua expansão.

Uma das possibilidades seria a comercialização de Créditos de Carbono, o que dependeria da ratificação do Protocolo de Kyoto e o consequente aumento do valor do crédito no mercado. Outra possibilidade seria a comercialização da energia produzida com clientes da estatal espalhados pelo país, na categoria de consumidor livre.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram