JornalCana

Bovespa sobe 1% e crava nova máxima histórica

No penúltimo pregão do ano, investidores mantiveram o otimismo das últimas semanas e, apesar da fraca liquidez, a bolsa paulista terminou o dia com nova marca histórica: acima dos 22 mil pontos. Dessa forma, o índice da Bolsa de Valores de São Paulo ganhou 1,09% e fechou aos 22.045 pontos, novo recorde para o fechamento. O giro somou R$ 692,635 milhões.

Os negócios começaram de forma positiva pela reação dos investidores à notícia de que a AES e o BNDES concluíram acordo para a equacionar a dívida da elétrica norte-americana no Brasil.

De acordo com o fato relevante enviado ao mercado, as duas partes fecharam acordo para a criação da Brasiliana Energia S.A. Essa nova empresa vai exercer o controle acionário da AES Tietê, Eletropaulo e AES Uruguaiana. Nesta operação, o BNDES vai receber US$ 90 milhões em dinheiro e US$ 510 milhões serão pagos através da emissão de debêntures da Brasiliana.

Com a notícia, as ações das elétricas controladas pela AES subiram com força desde o começo dos negócios. Entre os destaques, os papéis ordinários da AES Elpa, subiam 8% e fecharam a R$ 27. Já as ações ON da AES Sul ganharam 33,92%, para R$ 1,50.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram