fbpx

BM&FBovespa estuda junto ao governo formar preço de etanol

A BM&FBovespa estuda junto ao governo federal trazer a formação de preços internacionais do etanol e do açúcar ao Brasil. Atualmente, o mercado financeiro norte-americano é líder na formação de preços da commodity brasileira. “A formação de preço do petróleo e de metais, por exemplo, é realizada em Londres, e os americanos também são fortes na precificação de commodities agrícolas. No caso do etanol e do açúcar precisamos trazer esse mercado para o Brasil”, declarou ao DCI, o diretor de Produtos e Clientes da BM&FBovespa, Marcelo Maziero.

O executivo explicou que a Bolsa de Valores está estudando a proposta com diferentes áreas da esfera federal, entre elas o Ministério da Agricultura. “O governo pode ser um mobilizador e estimular o desenvolvimento do mercado financeiro de commodities agrícolas”, explicou.

Na prática, a formação do preço físico do etanol e do açúcar no mercado interno pode ser uma importante ferramenta para a expansão de negócios com contratos futuros no segmento da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). “Vamos conversar muito [com o governo] sobre esse tema no segundo semestre”, disse.

Na visão do diretor, o governo pode atuar para incentivar produtores a protegerem suas safras de cana-de-açúcar, assim como pode expandir a iniciativa para a soja, o milho, o café e boi gordo.

Novos ETFs

O diretor de Produtos também informou que está caminhando com o órgão regulador, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com a Receita Federal e com o Tesouro Nacional, a regulamentação de fundo de índice (ETF) de Renda Fixa. “O Tesouro manifestou o interesse num ETF com títulos públicos, que é muito mais simples que a compra no Tesouro Direto; e estabelecida a regulamentação, também podemos criar uma cesta de títulos privados, com debêntures, por exemplo”, contou Maziero.

A previsão do lançamento do novo produto é para o primeiro trimestre de 2013. Antes disso, a Receita Federal deve estabelecer critérios mais claros para a tributação do imposto de renda em ETFs, que no momento, segue a legislação tributária de fundos de investimentos.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X