fbpx

Biomassa da cana supera o diesel e é a segunda no ranking de matérias-primas das termelétricas

A biomassa da cana-de-açúcar, principalmente o bagaço, supera o óleo diesel e é a segunda colocada no ranking de matérias-primas das termelétricas em operação no País.

A biomassa da cana é a segunda principal fonte alimentadora das usinas termelétricas, com 26,9% do total. São 401 unidades com potência instalada de 11,2 milhões de megawatts (MW).

O terceiro lugar no ranking é ocupado pelo óleo diesel, responsável por 11,4% do total das fontes, com 2.157 unidades geradoras em uma capacidade instalada de 4,7 milhões de MW.

Já a primeira colocação é do gás natural, com 31,2% do ranking, 165 unidades e potência instalada de 12,9 milhões de MW.

As informações foram compiladas pelo engenheiro Humberto Vaz Russi, da Aliança Engenheiros Associados, a partir de dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Russi apresentou as informações durante apresentação no 16° Curso de Caldeiras, Vapor e Energia realizado entre os dias 19 e 20 de setembro pela ProCana Sinatub em Ribeirão Preto (SP).

Russi durante apresentação no evento da ProCana Sinatub

JornalCana apresenta slides apresentados pelo engenheiro Humberto Russi que traduzem a realidade das termelétricas no universo de geração de energia elétrica no País.

 

 

 

 

 

Empreendimentos em operação 

 

Usinas termelétricas por tipo

 

Geração por fonte

 

Geração de energia no Brasil 

Incremento

 

Potência instalada

 

Maiores agentes de geração

 

Capacidade instalada (em kilowatts) por Unidade da Federação

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X