fbpx

Banco vê ´sério risco de escassez´ neste ano

agua abaixo energia
O Operador Nacional do Sistema (ONS) não pode mais fechar os olhos para a séria crise no abastecimento de energia elétrica no Brasil, afirma Lilyanna Yang, analista do banco UBS, em relatório enviado a investidores.

Em seu relatório, o ONS indicou que o índice de chuvas ficará abaixo dos volumes históricos em abril, atingindo 71% da média, percentual inferior ao previsto anteriormente, de 81%. O ONS agora prevê que os reservatório vão atingir 36,9% na região Sudeste no fim de abril, nível também abaixo do estimado há duas semanas, de 41%.

“Isso é importante, dado que esse percentual está abaixo do nível de segurança mínimo, de 43% a 40%, citado por especialistas independentes do ONS”, escreveu a analista. “Em outras palavras, o ONS não pode mais se esquivar de admitir que o Brasil enfrenta um sério risco de escassez na oferta de energia neste ano”, disse Lilyanna.

“Algumas notícias veiculadas pela imprensa afirmam que o governo brasileiro já chamou reuniões de emergência entre entidades para discutir a situação e ações pontuais”, disse a analista. “Em uma reunião na sexta-feira, em Brasília, entre representantes da Aneel e do mercado, os reguladores preferiram não discutir a hidrologia e os riscos de racionamento”, afirmou a analista.

Para Lilyanna, o déficit na oferta de energia é iminente. “Mas, em nosso cenário mais provável, assumimos que o governo vai adiar ao máximo a decisão de racionar o consumo para depois das eleições (em outubro) em detrimento da economia brasileira.”

(Fonte: Valor Econômico)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X