fbpx

Automação industrial contribui para SJC Bioenergia ter vários recordes

Companhia vem em evolução constante

Geovane Donizete de Souza, coordenador de instrumentação e elétrica recebeu o troféu

Os investimentos feitos em processos de automação industrial contribuíram para a SJC Bioenergia conquistar ótimos índices nesta temporada, intitulada como a Safra da Transformação. Na produção, foram 47 recordes e 11 na área de segurança, além do recorde histórico da Usina São Francisco (USF), que alcançou 96,64% de disponibilidade industrial.

A Unidade Processadora de Grãos (UPG) também vem superando a cada ciclo a sua marca de produção, evidenciando a evolução crescente e maturidade dos processos. Por isso, as duas unidades foram reconhecidas com o prêmio Usina do Ano – Automação Industrial – Tecnologia & Inovação do MasterCana Brasil.

LEIA MAIS > Pindorama deve moer 950 mil toneladas de cana
Aryel Guimarães, gerente de processos industriais, representou a URD

A Usina Rio Dourado (URD) também se destacou na temporada. Em uma onda de crescimento constante, a unidade vem consolidando, mês a mês, performances que vem contribuindo para alcançar, por exemplo, mesmo em meio a um ano atípico e com um cenário mundial cheio de incertezas, a melhor temporada de todas as temporadas.

O bom desempenho possibilitou a usina encerrar o ciclo 20/21, no dia 9 de novembro, com vários recordes, entre eles, o de 98,9% de disponibilidade industrial, o que contribuiu para outro recorde histórico, o da produção de etanol total, com 252.923.796 litros. A eficiência nos processos industriais foi essencial neste sentido, por isso, a unidade foi escolhida como Usina do Ano – Produção de Etanol.

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X