fbpx

Austrália avalia acordo para agricultura

A Austrália recebeu positivamente os esforços feitos pelos EUA e a Europa para encontrar pontos em comum para a redução de subsídios agrícolas e tarifas, mas alertou que alguns aspectos da proposta não são aceitáveis.

Os EUA e a União Européia (UE) apresentaram para os outros membros da Organização Mundial de Comércio (OMC) um documento de três páginas abordando elementos de uma possível reforma para o comércio agrícola mundial nas principais áreas de acesso ao mercado, ajuda doméstica, e concorrência de exportação.

O acordo foi visto como um passo promissor para revitalizar as negociações estagnadas na rodada de Doha, antes do encontro em Cancún, México, em setembro. Entretanto o ministro do Comércio da Austrália, Mark Vaile, disse que o documento deixa em aberto a extensão e o prazo para reduções tarifárias e de subsídios.

“Analisaremos a proposta em detalhes, e consultaremos os parceiros do Cairns (grupo de países produtores agrícolas), nos próximos dias. Entretanto existem elementos na proposta conjunta que preocupam muito a Austrália.”

“Em particular, o documento é vago a respeito da questão principal de como executar melhoramentos significativos para o acesso ao mercado. Os produtos agrícolas são o ponto chave para essa rodada”, acrescentou ele.

Autoridades australianas analisarão a proposta em Genebra, com outros membros da OMC, enquanto as recomendações para Cancún são preparadas. “Os agricultores da Austrália já esperaram demais por uma reforma concreta no comércio agrícola mundial.”

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X