fbpx

Grupo americano pode ser novo controlador da Atvos

Fundo adquiriu ações de banco e pode controlar a companhia  

O fundo americano Lone Star pode ser o novo controlador da Atvos Agroindustrial, empresa de açúcar e álcool do grupo Odebrecht. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (4), pelo fundo que assinou contrato de compra e venda de ações com o banco Natixis obtendo assim o direito de assumir o controle da empresa, conforme petição ajuizada hoje na 1ª Vara de Falências e Recuperação Judicial de São Paulo, segundo o Estadão.

A Atvos está em recuperação judicial desde maio do ano passado e tem uma dívida de quase R$ 12 bilhões, resultado da “investida hostil de um fundo internacional, que por meio de processo judicial colocou em risco as operações da empresa”, conforme alegou à época do pedido de RJ. A empresa se referia justamente ao fundo Lone Star, que tinha cerca de R$ 1 bilhão em créditos a receber (terceiro maior credor da Atvos). Na ocasião, a Atvos atrasou o pagamento para o fundo americano, que entrou na Justiça e conseguiu a penhora de parte importante da produção de cana da Atvos.

Caso entregue os papéis, a Atvos será assumida imediatamente pelo Lone Star, embora possa haver questionamentos por parte do grupo baiano. O JornalCana procurou a empresa que não quis comentar o assunto. A companhia tem agendada para esta sexta-feira (8) sua assembleia para aprovação do plano de recuperação.

“O grupo Lone Star Funds tem ciência da atual situação financeira das companhias que agora controla e entende a necessidade de aportes de recursos financeiros no curto prazo, comprometendo-se a realizar aportes, obter financiamentos ou de qualquer outra forma de estabilizar o caixa das companhias no curto, médio e longo prazos”, ressaltou o fundo, na petição ao juiz feita pelo escritório Thomaz Bastos, Waisberg e Kurzweil.

Embora não informado, o valor do aporte pode ficar em torno dos R$ 300 milhões que já vinham sendo cogitados no mercado. A expectativa é que os recursos saiam dos cofres do Lone Star. No mundo, o grupo detém US$ 40 bilhões em ativos sob gestão. Além de colocar dinheiro novo na Atvos, o fundo pretende mudar toda a diretoria e também os advogados que estão conduzindo a recuperação judicial da companhia.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco do Brasil, além do Lone Star, são os maiores credores da Atvos e detêm 66% do total da dívida.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

treze + 7 =

X