fbpx

Ataques na Arábia reduzem oferta global de petróleo em 5%

País deixou de produzir 5,7 milhões de barris por dia

Foto: Clker-Free-Vector-Images/Pixabay

Os ataques por drones no sábado (14/09), contra instalações petrolíferas da Arábia Saudita, reduziram a produção local em 5,7 milhões de barris por dia.

Esse montante equivale a metade da produção de petróleo da Arábia.

E equivale, também, a 5% da oferta global de óleo.

As informações são da RTP (emissora pública de televisão de Portugal), em conteúdo divulgado pela Agência Brasil.

 

Leia também: 

 

Segurança global

Em declaração emitida pela agência de notícias estatal, o príncipe e ministro Abdulaziz bin Salman condenou os ataques.

Afirmou que eles tiveram como alvo a oferta e segurança global de petróleo, não apenas a Arábia Saudita.

Representantes sauditas afirmam que vão adotar medidas para compensar qualquer risco de interrupção no mercado global de petróleo.

Acrescentaram que vão consertar as instalações rapidamente e usar reservas de petróleo bruto para substituir as perdas.

Os ataques por drones antes do amanhecer de sábado resultaram em explosões e incêndios em instalações da petroleira Saudi Aramco em Abqaiq e Khurais.

Abqaiq hospeda a maior unidade de processamento de petróleo do mundo, destaca o conteúdo da Agência Brasil.

Insurgentes Houthis no Iêmen apoiados pelo Irã afirmaram em uma declaração terem realizado os ataques.

Mas o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, culpou Teerã e tuitou que “não há evidência de que os ataques tenham vindo do Iêmen”.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X