fbpx

Associação de fornecedores promete dobrar oferta de cana

img-20160411-wa0000.jpgLuís Alberto Moraes Novaes, o Mandi, preside uma das mais novas associações de fornecedores de cana-de-açúcar do País, a Sulcanas. Ela foi criada há sete anos para representar produtores da matéria-prima do etanol e do açúcar fornecedores para usinas sucroenergéticas instaladas no Mato Grosso do Sul.

Leia mais: Safra de cana no MS deve crescer 7%

                                   10% da cana do MS foi moída na entressafra

A ‘novata’, no entanto, tem metas ambiciosas no curto espaço de tempo. É o que revela Mandí na entrevista concedida para o Portal JornalCana. Confira a seguir:

Portal JornalCana – Quantos produtores de cana no Mato Grosso do Sul são associados da Sulcanas?

Mandi – Somos uma instituição relativamente nova. Hoje, temos 33 associados, justamente porque trata-se de uma atividade em expansão.

Qual a produção dos fornecedores da Sulcanas?

Mandi – 3 milhões de toneladas. Ainda representa um pequeno percentual em relação à moagem no Mato Grosso do Sul [estimada em 52 milhões de toneladas na safra 2015/16]. Temos entre 6% a 7% da cana processada no estado.

Vocês, então, foram muito afetados pela crise dos últimos cinco anos que afetou o setor sucroenergético

Mandi – Tenho tradição no cultivo de soja e a Sulcanas, por ser recente, foi atingida pela crise que afetou o setor sucroenergético nos últimos cinco anos. ‘Nascemos’, iniciamos o plantio de cana – que leva dois anos – e já fomos atingidos pela crise. Mas a cana entrou no sistema lavoura-pecuária e entrou como uma luva. A interação é muito positiva.

Qual a projeção de crescimento da Sulcanas?

Mandi – Teremos um crescimento nos próximos anos, em função da melhoria do cenário. No curto prazo, iremos dobrar o volume hoje ofertado [de 3 milhões de toneladas]. Isso porque também há produtores de cana vindo de outros estados. Conversamos para que sejamos todos agregados, o que facilita nosso diálogo com a indústria.

Mandi: "vamos agregar novos fornecedores para o diálogo com a indústria"
Mandi: “vamos agregar novos fornecedores para o diálogo com a indústria”

Quais são as usinas clientes da Sulcanas?

Mandi – Estamos hoje com cinco polos sucroenergéticos como clientes. Fornecemos cana para a Raízen , Biosev, Adecoagro (unidades Ivinhema e Angélica) e para a Tonon.

Qual é a produtividade média dos canaviais da Sulcanas?

Mandi – Em média acima de 90 toneladas de cana por hectare. E vamos melhorar, porque há dois anos não temos plantado cana, temos canavial no oitavo corte, com média de 80 toneladas por hectare.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X