JornalCana

Apoio à comercialização alcança R$ 2,3 bilhões em 2006

O apoio do governo federal à comercialização de produtos agrícolas alcançou R$ 2,3 bilhões em 2006, valor suficiente para equalizar 21,7 milhões de toneladas de produtos. Os números são bem superiores aos de 2005, quando foram aplicados R$ 1,2 bilhão em prêmios e apoiadas 5,1 milhões de toneladas de grãos para garantir renda ao produtor.

O milho foi o produto que mais se beneficiou com as ações de sustentação este ano. Até o dia 18 de dezembro foram comercializadas 7,7 milhões de toneladas do grão, o equivalente a R$ 859,3 milhões comprometidos em prêmios. A ação ajudou a garantir o abastecimento do produto em todo o Brasil durante a entressafra e a elevar os preços pagos aos produtores no período da safra.

A soja aparece em segundo lugar, com um apoio de R$ 664,7 milhões e 9,2 milhões de toneladas. Apenas no Mato Grosso foram arrematados 5,5 milhões de toneladas de soja – o equivalente a 60 % do total. Os instrumentos mais utilizados para negociação do grão foram o Leilão de Prêmio de Risco para Opção Privada de Venda (PROP) e o Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (PEPRO).

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Edílson Guimarães, destaca que a elevação do apoio este ano, tanto em valores quanto em volume, demonstra o empenho do governo em minimizar os problemas enfrentados pela agricultura brasileira.

Guimarães lembra que três fatores interferiram no desempenho do agronegócio: a valorização do real, com reflexos nas cotações internas dos produtos exportáveis; as dificuldades de liquidez enfrentadas pelos produtores rurais e o aumento do custo do frete, resultado da elevação do preço do petróleo e deficiências de infra-estrutura das rodovias brasileiras.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram