fbpx
JornalCana

Apesar da queda na moagem, produção de etanol anidro cresce

Produção de açúcar é menor até o momento em relação ao mesmo período do ano passado

(Foto Agência Brasil)

Mesmo com a retração na moagem quinzenal, que acumula queda de 11,38%, a produção de etanol anidro mantém a trajetória ascendente, com aumento de 8,24% na produção quinzenal. A fabricação do biocombustível atingiu 847,02 milhões de litros na segunda metade de setembro, frente a 782,6 milhões de litros em igual período de 2020.

A produção de açúcar retraiu 19,09% nos últimos quinze dias do mês e atingiu 2,32 milhões de toneladas, ante 2,87 milhões de toneladas verificadas em igual período do ano anterior.  A produção quinzenal de hidratado, por sua vez, alcançou 1,14 bilhão de litros, registrando queda de 18,29%

LEIA MAIS > Moagem acumula queda de 6,86%

No acumulado desde o início da safra 2021/2022 até 1º de outubro, a produção de açúcar alcançou 29,19 milhões de toneladas, contra 32,06 milhões de toneladas verificadas em igual período do ciclo 2020/2021. A fabricação acumulada de etanol totalizou 22,79 bilhões de litros, sendo 8,9 bilhões de litros de etanol anidro (+24,43%) e 13,89 bilhões de litros de etanol hidratado (-15,37%). Do total fabricado, 1,63 bilhão de litros do biocombustível foram produzidos a partir do milho.

O executivo da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues, destaca que “da redução total na produção de açúcar, de 2,87 milhões de toneladas em comparação com o mesmo período da safra anterior, 668 mil toneladas se deve à mudança no mix de produção de empresas que destinaram uma parcela maior da matéria-prima processada para o etanol”.

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram