fbpx

Ao comemorar cinco anos, ETH se consolida com investimento de R$ 1 bi

img2508

Ao comemorar cinco anos, a ETH Bioenergia, empresa da Organização Odebrecht, se consolida com cinco polos produtivos, localizados nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. A safra atual (2012/2013) representa um marco na história da empresa, que inicia a maior expansão de canaviais da história  com investimento de R$ 600 milhões na área agrícola, de um montante de R$ 1 bilhão.

No ciclo atual a empresa cultivará 115 mil novos hectares de cana-de-açúcar, chegando a 400 mil hectares plantados de forma 100% mecanizada em áreas próximas aos polos agroindustriais, informa a empresa em nota.

Hoje a ETH emprega hoje 15 mil pessoas e com a inauguração da nona unidade, em dezembro de 2011, concluindo a primeira fase de um investimento total de R$ 8 bilhões, iniciado em 2007, a empresa tornou-se líder em bioenergia e tem capacidade para processar 40 milhões toneladas de cana por safra, gerando 3 bilhões de litros de etanol, 700 toneladas de açúcar e 2.700 Gwh de energia elétrica, revela a nota.

“Pertencemos a uma Organização que tem seus negócios com uma visão de longo prazo. Nesses cinco anos, a ETH consolidou-se como um dos players que mais investe e emprega do setor de bioenergia brasileiro. Estamos otimistas e continuaremos oferecendo ao Brasil a melhor alternativa em energia limpa renovável”, garante Luiz de Mendonça, presidente da ETH Bioenergia.

Planos para 2012

Em 2012, a ETH inicia também seu programa de internacionalização ao apoiar a implantação da Biocom (Companhia de Bioenergia de Angola), primeira usina desse país que, a partir da sua inauguração prevista para 2013, terá capacidade instalada de processar 2 milhões de toneladas de cana por ano e produzir 200 mil toneladas de açúcar cristal, volume destinado ao mercado interno angolano.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X