JornalCana

ANP faz audiência pública para discutir contratos de álcool

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) vai realizar hoje audiência pública para discutir a regulamentação dos contratos de comercialização de álcool anidro entre as usinas sucroalcooleiras e distribuidoras.

O objetivo é discutir a necessidade de companhias distribuidoras estabelecerem contratos de longo prazo com fornecedores de álcool anidro para garantir a oferta do produto e reduzir a volatilidade dos preços.

Para a ANP, a discussão da medida torna-se necessária porque a gasolina C comercializada no país apresenta percentual de álcool anidro, atualmente fixado em 20%, por resolução do Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool (CIMA).

A experiência dos últimos anos mostra que a elevação do preço do petróleo elevou também a demanda por substitutos de derivados de petróleo, como é o caso do álcool. O problema agrava-se ainda mais se for incluída na análise a variável preço do açúcar (cotado no mercado internacional).

Como grande parte das usinas encontra-se preparada tecnicamente para a produção de álcool ou açúcar (na medida do que for mais vantajoso em termos de preço), a ANP pretende com a medida reduzir o risco de desabastecimento de álcool combustível ou de variações bruscas de preços.

A medida é válida somente para o álcool anidro, usado exclusivamente pelas companhias distribuidoras, que adiciona o produto à gasolina A para a produção da gasolina C, vendida nos postos revendedores.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram