JornalCana

ANP exige mais transparência para GNV

Os postos revendedores de GNV têm que informar de maneira clara ao consumidor a pressão máxima de abastecimento de veículos que utilizam esse combustível, segundo comunicado da assessoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O valor máximo da pressão de 220kgf/cm2 tem que ser fixado na bomba, para evitar que o consumidor seja induzido a erro pelos postos que anunciam vantagens num abastecimento com pressão superior ao limite de 220 kgf/cm2.

Essas determinações constam da Resolução nº 34, publicada no último dia 26 pela ANP. As medidas têm como objetivo aumentar a segurança do consumidor que utiliza o GNV como combustível, evitando que alguns postos utilizem como estratégia de marketing a existência de pressões superiores, que colocam em risco a integridade do consumidor e do veículo.

A informação para o consumidor tem que ser feita de forma destacada, de acordo com um padrão determinado, de modo a facilitar a visualização do consumidor. A Resolução determina a fonte, o tamanho das letras, a localização da informação, etc. Tudo isso, para garantir que o consumidor receba a informação de maneira clara.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram