fbpx
JornalCana

Aneel faz nesta sexta o 1º leilão do ano no setor de energia

lsp_1780A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) faz nesta sexta-feira (9) o primeiro leilão de energia do ano. O evento está marcado para as 10h, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. Serão leiloados 4 lotes que totalizam 905 km de linhas de transmissão em 5 estados: Bahia, Piauí, Rondônia, São Paulo e Goiás.

Segundo a Aneel, os investimentos previstos são de aproximadamente R$ 1,7 bilhão e irão acrescentar 4.550 mega-volt-amperes (MVA) de potência ao sistema. Vence cada lote do leilão o investidor que oferecer o maior desconto ante as receitas anuais máximas permitidas, fixadas no conjunto em R$ 204,3 milhões.

O leilão, que deveria ter ocorrido no final do ano passado, foi adiado pela Aneel com a retirada de alguns empreendimentos, para reavaliação de condições, após o leilão anterior, realizado em novembro, não ter interessados em 5 dos 9 lotes ofertados.

A agência manteve a realização desse certame logo para o início de janeiro já que alguns empreendimentos precisam ser licitados mais rapidamente, pois devem estar prontos a tempo de possibilitar o escoamento de energia de novas usinas de geração que já foram licitadas em leilões passados.

Eletrobras não participará
A participação de empresas interessadas em todos os lotes do leilão desta sexta-feira não é garantida.

O mercado espera que os investidores sejam mais cautelosos nesse leilão, diante da maior percepção de risco, num cenário de taxa de retorno considerada apertada para novos investimentos, segundo a Reuters.

A Eletrobras, uma das principais investidoras do setor, já demonstrou cautela ao declarar que ficará de fora do leilão enquanto guarda fôlego para disputar projetos de maior interesse no futuro. A estatal é um dos maiores investidores no setor de transmissão de energia elétrica do país, tendo marcado presença na maioria dos leilões com suas subsidiárias Eletronorte, Furnas, Chesf e Eletrosul.

BNDES reduz participação em financiamento para 50%
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou na véspera que reduziu para 50% o limite para a participação máxima do banco no financimento de projetos de transmissão de energia que poderão ser licitados no leilão.

Para os leilões de transmissão do ano passado, o banco de fomento financiava até 90% do valor dos itens financiáveis para médias e grandes empresas e entes da administração pública; e até 70% para as demais empresas, Estados e Municípios.

A remuneração do BNDES também foi elevada em 0,2 ponto percentual, para 1,2% ao ano. O custo financeiro é a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), que sofreu elevação de 0,5 ponto percentual, para 5,5%, conforme já divulgado no fim do ano passado. A remuneração de risco está mantida em até 2,87% ao ano, conforme o risco de crédito do clientes.

O BNDES informou ainda, em comunicado, que haverá possibilidade de conversão do sistema de amortização da dívida do BNDES de SAC (com prestações decrescentes) para Price (com padronização no valor das parcelas) quando houver emissão de debêntures de infraestrutura pela beneficiária do crédito. O valor do crédito do BNDES será dimensionado de acordo com o sistema SAC.

Confira abaixo a descrição dos lotes que serão ofertados:

Lote A:
Bahia e Piauí
– Linha de Transmissão (LT) 500 quilovolts (kV) Gilbués II – Gentio do Ouro II;
–LT 500 kV Gentio do Ouro II – Ourolândia II;
–LT 500 kV Ourolândia II – Morro do Chapéu II;
–LT 230 kV Gentio do Ouro II – Brotas de Macaúbas;
– Subestação (SE) 500/230 kV Gentio do Ouro II e Compensador Estático
–SE 500/230 kV Ourolândia II
–LT 230 kV Igaporã III – Pindaí II Bahia e Piauí
Valor da Receita Anual Permitida (RAP) : R$ 146.817.850
Prazo para entrada em operação: 36 meses

Lote F
Rondônia
–SE Ji-Paraná – Compensador Síncrono
–SE Ariquemes – Compensador Síncrono
–SE 230/138 kV Jaru
–SE 230/69 kV Coletora Porto Velho Rondônia
Valor da Receita Anual Permitida (RAP) : R$ 28.380.584
Prazo para entrada em operação: 30 meses

Lote I
São Paulo
– SE 500/138 kV Morro Agudo
Valor da Receita Anual Permitida (RAP) : R$ 16.078.308
Prazo para entrada em operação: 30 meses

Lote J
Goiás
–SE 500 kV Luziânia – Compensador Estático
Valor da Receita Anual Permitida (RAP) : R$ 13.054.178
Prazo para entrada em operação: 24 meses

(Fonte: G1)

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram