Vibra investe R$ 70 milhões em obras de ampliação porto de Miramar, em Belém (PA)

Este é o maior investimento atual da companhia em uma unidade operacional

A Vibra vencedora do leilão para arrendamento da área BEL08 no Porto de Miramar, em Belém, está investindo R$ 70 milhões em melhorias e ampliação da base, cuja capacidade instalada passará de 50.000 m³ para 78.000 m³. Este é o maior investimento atual da companhia em uma unidade operacional.

O Porto de Miramar conta, atualmente, com mais de 130.000 m³ de capacidade instalada de tancagem. A Vibra já operava no porto e após o processo de arrendamento celebrou o contrato que será válido por 20 anos, podendo ser sucessivamente renovado, até o limite de 70 anos.

As atividades projetadas para o arrendamento envolvem movimentação e armazenagem de granéis líquidos combustíveis. Ao todo, serão 7 tanques para armazenagem de gasolina, etanol anidro e hidratado, óleo combustível, diesel, biodiesel e querosene de aviação.

LEIA MAIS > CerradinhoBio tem lucro líquido de R$ 513,6 milhões na safra 2021/22

Com a ampliação do empreendimento, a base reforçará o suprimento de derivados e biocombustíveis no estado do Pará, garantindo a autonomia no suprimento de combustíveis, além de trazer benefícios para o Pará – como 120 empregos diretos (com pico de 250 no auge da obra) -, além do estímulo à economia e aos negócios do entorno.

“Este é um investimento importante para a Vibra. O Porto de Miramar é um terminal estratégico, pois movimenta grande parte do combustível consumido no estado do Pará, além dos granéis líquidos que são distribuídos nas regiões de influência do porto. Com a ampliação das instalações, a Vibra segue com sua missão de assegurar o abastecimento da região além de atender toda a demanda da cadeia logística do chamado ‘Arco Logístico Norte’, que está bastante aquecida”, afirma Marcelo Fernandes Bragança, vice-presidente executivo de Operações, Logística e Sourcing da Vibra.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

biocombustíveiscombustíveisPorto de MiramarVibra