Vendas de etanol crescem 11,13%

Medidas de restrição devem refletir na segunda quinzena de março

Nos primeiros 15 dias de março, as vendas de etanol pelos produtores da região Centro-Sul somaram 1,24 bilhão de litros, dos quais 69,27 milhões de litros destinados à exportação e 1,17 bilhão de litros ao mercado interno.

Em relação ao volume de etanol anidro comercializado no mercado doméstico, houve um aumento de 1,85%:  390,26 milhões de litros neste ano, contra 383,17 milhões de litros apurados na mesma quinzena de 2019.

Já no caso do etanol hidratado, as vendas internas totalizaram 778,59 milhões de litros nos primeiros quinze dias de março, aumento de 11,13% sobre os 700,63 milhões de litros comercializados na mesma quinzena de 2020.

LEIA MAIS > Rubens Ometto: protagonista de uma história de sucesso

“A expectativa inicial era que a demanda por biocombustível caísse na primeira quinzena de maço devido ao acirramento das medidas de isolamento. Contudo, registramos o crescimento de 11,13% nas vendas de etanol hidratado, que pode ser em parte justificado pelo diferencial de preço favorável ao biocombustível e por um possível movimento das distribuidoras para a recomposição de estoques operacionais”, explica Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA).

“As medidas para conter a disseminação da COVID-19 adotadas com maior rigor em vários Estados e municípios devem impactar o consumo de combustíveis na segunda metade de março. Esse movimento deve contrapor a maior participação do etanol hidratado no consumo total”, avalia Rodrigues.

LEIA MAIS > Usinas destinam 70% da cana para a produção de etanol em março

“Independentemente do cenário de consumo, o volume de etanol em estoque nas usinas é suficiente para acomodar qualquer variação na demanda entre anidro, hidratado e gasolina para o fim da safra 2020/2021 e início da safra 2021/2022”, acrescentou.

etanolUNICA
Cometários (0)
Adicione Comentário