Transferência das ações da Atvos para Lone Star deverá ser imediata

Decisão foi determinada pela justiça nesta quarta-feira (9)

Em decisão determinada pelo desembargador Azuma Nishi, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), nesta quarta-feira (9), a transferência das ações da Atvos Agroindustrial para o fundo americano Lone Star, deverá ser imediata, sob pena de aplicação de multa diária de R$ 10 milhões.

“Se fizer necessária, autorizo a utilização de força policial para viabilizar o cumprimento da ordem de transferência de ações”, disse o desembargador na decisão.

Nishi afirmou ainda que não é necessário aguardar a prévia autorização do Congresso Nacional para efetuar a transferência das ações da companhia, visto que a negociação “não se confunde com uma mera aquisição de terras, pois também engloba usinas, contratos, fundo de comércio etc. Exatamente por se tratar de transferência de ações de companhia, e não de compra e venda de terras, é desnecessária a prévia autorização do Congresso Nacional. Afinal, referido Órgão não detém competência para obstar a transferência de ações de companhias”, disse.

LEIA MAIS > Aroeira emite primeiro “green bond” no setor sucroenergético

A questão sobre a aprovação do Congresso Nacional foi levantada após ofício emitido pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), em outubro, questionando a negociação, sob alegação de que a transferência de ações se enquadrava em legislação que exige o prévio conhecimento e autorização do Órgão quando  há venda de imóveis rurais ou de ações à pessoa jurídica estrangeira, de imóveis rurais com extensão superior a 100 Módulos de Exploração Indefinida, como seria o caso da Atvos, que tem fazenda com canaviais.

Em nota, a Lone Star confirmou a transferência da maioria das ações (50% mais 1) da Atvos para a custódia da LSF10 Brazil U.S. Holdings, LLC (Lone Star).

LEIA MAIS > Veja quem são os melhores do ano no setor

“Esta transferência de ações para a Lone Star segue a decisão unânime, em 25 de novembro de 2020, do Tribunal de Justiça de São Paulo, confirmando a Lone Star como acionista controladora da Atvos, uma das maiores produtoras de energia limpa e sustentável do Brasil. A Lone Star está comprometida a realizar uma transição de controle sólida e tranquila nos próximos dias e semanas, e espera trabalhar em conjunto com a administração da Atvos e seus milhares de funcionários, clientes, fornecedores, comunidades, credores e demais stakeholders”.

Procurada a Odebrecht, que controla a Atvos, afirmou que “cumpriu uma decisão judicial em caráter liminar, e está analisando os próximos passos”, sem outras manifestações a respeito da decisão de ontem.

SAIBA MAIS >

Lone Star ganha batalha na justiça e pode assumir controle da Atvos

Briga por controle da Atvos vai parar no Congresso Nacional

BTG Pactual nega que avalia compra de usinas da Atvos

Plano de recuperação judicial da Atvos é homologado 

Cade aprova compra da Atvos por fundo americano

Atvos entra na Justiça contra a Lone Star

Atvos pede arbitragem contra venda de ações

Grupo americano pode ser novo controlador da Atvos

 

 

AtvosLone StarTribunal de Justiça de São Paulo
Cometários (0)
Adicione Comentário