Sertãozinho tem pacto para conter demissões

Principal polo de empresas fornecedoras do setor sucroenergético do País, Sertãozinho (SP) acaba de estabelecer um pacto para conter as demissões nas mais de 500 companhias instaladas no município.

Leia mais: BNDES recebe proposta de retrofit do CEISE Br

Após uma série de reuniões entre representantes dos empresários do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (CEISE Br), ficou pactuado pelos participantes as seguintes definições:

  • Tais demissões somente ocorrerão depois de esgotadas as negociações de tentativas de manutenção do emprego.
  • As dispensas, via de regra, acontecem nas empresas cujas características são mais afetadas pela crise, e que requerem redução de custos fixos decorrentes da falta de encomendas no mercado.
  • São consideradas as possibilidades de negociação itens como Banco de Horas; Suspensão Temporária de Contrato; Acordo de Jornada com Redução de Salários; Suspensão da Prestação de Serviços, além de outras que serão negociadas individualmente com as empresas.

    Sertãozinho tem mais de 500 empresas fornecedoras para o setor sucroenergético

Leia mais: CEISE Br pede APL de fornecedores em Sertãozinho

Segundo a assessoria do CEISE Br, de acordo com os representantes das entidades, espera-se com esta conquista a redução da expectativa de demissões prevista pela crise, evitáveis diante das perspectivas positivas de encomendas que surgirem.

 

 

ceise brenergiagovernomercadoSertãozinhosucroenergético