Programa de fermentação eficiente da Solenis traz ganho na produção de etanol

A utilização de inibidores de incrustações no setor sucroenergético é uma aplicação considerada de risco, pois vários fatores podem interferir na performance do químico utilizado, tais como: composição do mosto a ser fermentado (mosto com mel esgotado contém mais sais); aglomeração de células de leveduras (floculação do fermento); purgas de fermento (quando não há sangria de creme), entre outros.

Desta forma, a necessidade de inibir incrustações de compostos orgânicos e inorgânicos é parte integrante da pesquisa e desenvolvimento do laboratório no PTC (Paulínia Technical Center), em conjunto com formas consistentes de aplicações, monitoramento e diagnóstico do sistema de destilação alcoólica, traz ao mercado soluções anteriormente contestadas.

Confira matéria completa clicando aqui.

fermentaçãoSolenis
Cometários (0)
Adicione Comentário