Presidenciáveis recebem propostas do setor

Aécio Neves, Dilma Rousseff e Eduardo Campos

Foi enviado aos três principais prováveis candidatos a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), um documento elaborado por um conjunto de 18 entidades e empresas ligadas ao setor sucroenergético em que estão listadas as principais medidas que visam dar competitividade ao segmento.

O texto traz detalhes do quão importante o setor canavieiro é para o país, além de propor uma série de ações para combater a crise e pedir que seja criada ´política de longo prazo consistente com a valorização de uma matriz energética diversificada´, com o reconhecimento das contribuições ambientais do etanol e da bioeletricidade.

“O documento utiliza dados atualizados sobre o setor sucroenergético nacional para mostrar a importância da indústria para a economia nacional, a balança comercial e a geração de empregos, concluindo com a visão do setor sobre como deixar para trás a crise sem precedentes dos últimos anos”, explica Elizabeth Farina, presidente da Unica – União da Indústria de Cana-de-Açúcar.

Um dos pontos é algo que há muito vem sendo debatido. Trata-se da diferenciação tributária entre o etanol e a gasolina. Além dos benefícios sociais na produção do etanol, o texto fala sobre os aspectos ambientais e pede ´tributação do combustível fóssil e poluente, melhorando a competitividade do combustível limpo e renovável´. Uma sugestão é o restabelecimento da Cide – Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico ou a instituição de outro tributo federal de natureza ambiental para a gasolina.

Confira o documento completo clicando aqui.

Aécio NevescideDilma RousseffEduardo CamposetanolgasolinapropostasUNICA