Prêmio do etanol anidro sobre o hidratado no Centro-Sul do Brasil tem alta recorde

Confira outros dados do relatório da S&P Global Platts

O prêmio spot do etanol anidro sobre o etanol hidratado no Centro-Sul do Brasil para a safra 2020-21, que terminou em 31 de março, foi de 14,3%, um aumento de 3% em relação à safra anterior e o maior prêmio desde que a S&P Global Platts começou a rastreá-lo na safra 2014-15.

A Platts considerou o etanol hidratado e o etanol anidro isentos de impostos para calcular o prêmio à vista.  O maior prêmio foi registrado em 26,8% durante os três primeiros dias da safra 2020-21, enquanto o menor, 4,2%, foi em 10 de março.

LEIA MAIS > Usina Moreno adere ao programa Clean Cut e inicia os testes de homologação nesta safra 2021

Com o preço spot do hidratado historicamente apresentando uma volatilidade maior do que o anidro, os primeiros impactos da fraca demanda de combustível devido ao início da pandemia do coronavírus no Brasil e a queda dos preços internacionais do petróleo foram refletidos nos preços do hidratado, ou E100.

A Platts avaliou o etanol hidratado em Ribeirão Preto – SP na primeira quinzena de março de 2020 em R $ 2.440 / m³ em média e na segunda quinzena de R $ 1.875 / m3, queda de 23% no período. A avaliação do etanol anidro de Ribeirão Preto caiu 14,3% no mesmo período.

Grande parte do maior apoio ao prêmio do etanol anidro em 2020 pode ser explicada pelo comportamento dos consumidores de combustíveis, que apontaram preferência pelo abastecimento de seus tanques com gasolina, que no Brasil tem mistura obrigatória de 27% de etanol anidro, em vez do E100 .

O consumo de etanol hidratado no Brasil em 2020 somou 19,26 bilhões de litros, queda de 14,6% no ano, enquanto a demanda de gasolina somou 35,8 bilhões de litros, queda de 6,1% no ano, o que significa que o anidro teve a mesma queda em relação ao ano anterior.

LEIA MAIS > Cosan une esforço a outras empresas para contratar 386 profissionais de saúde

Embora parte do prêmio mais alto possa ser explicado pelo padrão dos consumidores, a produção reduzida de anidro na safra 2020-21 e a queda no volume importado dos EUA também contribuíram para o otimismo.

A S&P Global Platts Analytics estima que a produção total de etanol no Centro-Sul da safra 2020-21 chegará a 30,4 bilhões de litros, queda de 8,4% em relação aos 33,2 bilhões da safra anterior.

 

etanolS&P Global PlattsSafra 2020/21
Cometários (0)
Adicione Comentário