Prêmio BestBio destaca ações socioambientais do setor

O Prêmio BestBIO 2014 revelou em 18 de setembro os melhores cases e personalidades de destaque nas áreas de biocombustíveis, bioenergia, bioeletricidade, biotecnologia e responsabilidade ambiental e empresarial. O evento, realizado em Ribeirão Preto (SP), contou com a participação de executivos de diversas usinas do país.

Na categoria ‘Biotecnologia’, o vencedor foi o CTC – Centro de Tecnologia Canavieira, que apresentou o case sobre sua planta de etanol celulósico, em fase de construção na Usina São Manoel, no interior de São Paulo. A planta de demonstração é a única que se destina a testar soluções de engenharia na escala real que permitirão o lançamento da tecnologia realmente adaptada às condições brasileiras.

Já na categoria ‘Biocombustíveis’, a Usimat, do Mato Grosso, foi a ganhadora. Conhecida como usina flex, a empresa tem apostado na produção de etanol de milho durante a entressafra da cana. Além de se manter ativa durante todo o ano, gerando fluxo de caixa para superar os desafios econômicos, a usina preserva o emprego de seus colaboradores.

Na área de ‘Bioenergia’, o melhor case foi o da Vignis, empresa pioneira e líder em melhoramento genético de cana energia com o objetivo de produzir e fornecer a biomassa dessa cana energia. Ela já tem contratos de fornecimento de 600 mil toneladas de bagaço anuais a partir do início do próximo ano e contratos em negociação de pelo menos quatro vezes aquele valor nos próximos anos.

Na categoria ‘Ação Ambiental’, a Bioplanet, uma iniciativa de sustentabilidade, legado e promoção do Brasil que consiste na constituição de APL’s – Arranjos Produtivos Locais para a produção e uso de biodiesel exclusivamente a partir de óleos e gorduras residuais através da inclusão produtiva de catadores de materiais recicláveis e a educação ambiental de crianças e adolescentes.

Com o case “Preservando hoje para garantir amanhã”, a Usina Açucareira Guaíra foi eleita a empresa do ano em Sustentabilidade. No final do ano de 2013, a usina iniciou o processo de certificação ambiental com o “Programa Valore” da Bayer, sendo certificada com o selo bronze em junho de 2014. A empresa foi a primeira a atingir 100% de conformidade em todos os 140 requisitos do programa, sendo alguns destes integrantes do PGAI – Programa de Gerenciamento Ambiental Integrado.

A entrega dos prêmios foi feita por Dario Gaeta, presidente da Zanini, e Paulo Donadoni, gerente de marketing da Bayer Cropscience, que patrocinaram o evento, que contou ainda com apoio da Sindustrial.

BestBIOPrêmioprocanaSustentabilidade