Preço do açúcar segue com perspectiva de alta em 2022

Pandemia, oscilação nos preços do petróleo, taxa de câmbio e instabilidade climática são os fatores apontados pelo Cepea

O valor do preço do açúcar deve seguir com perspectiva de alta em 2022. Com a alta do custo dos insumos importados para o agricultor e a desaceleração da economia dentro e fora do Brasil, o cenário não é muito animador.

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea-Esalq/USP), a pandemia da Covid-19, a taxa de câmbio e a oscilação nos preços do petróleo se somam com as instabilidades climáticas, o que pode resultar numa nova queda da safra.

LEIA MAIS >Período chuvoso deve aumentar a proliferação de pragas nos canaviais

Em Pernambuco, por exemplo, sem a ajuda do clima, a expectativa é de redução de mais de 41% na produção de cana em relação à safra passada.

Os produtores também estão preocupados com a alta da inflação, que prejudica o poder de compra da população, reduzindo a margem de lucro.

Açúcar