Nordeste “amarga” resultados da safra

Dados da Unica confirmam que a região Nordeste deve estabilizar sua produção em torno de 60 milhões de toneladas de cana. Para o presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, esse é o reflexo de uma das maiores secas já vividas pelo Nordeste e que abalou fortemente a produção de cana na região.

Mas a situação financeira por conta da seca severa, não está das melhores, segundo o dirigente. “Não crescemos tanto quanto o resto do país, mas comemoramos o fato de pelo menos sobreviver a esse momento com o atenuante da subvenção”, disse o dirigente.

Em sua conclusão, Paraíso lembra que a baixa rentabilidade do setor nos últimos anos tem inibido os investimentos nos canaviais, esteja eles no Nordeste ou no Centro-Sul.

Sem categoria