Miguel Ivan é o novo presidente do Centro Regional do Clima para o Sul da América do Sul

O mandato pro tempore será de dois anos

O diretor do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Miguel Ivan Lacerda de Oliveira, participou, nesta quarta-feira (3), da reunião online do Centro Regional do Clima para o Sul da América do Sul (CRC-SAS), assumindo o mandato de presidência do grupo pelos próximos 2 anos.

O agora presidente do Centro é também representante permanente do Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) e membro do Conselho Executivo da Organização. Em seu discurso, o diretor agradeceu a confiança e apoio de todos os representantes dos países presentes na reunião.

“Temos uma oportunidade ímpar de colocar o CRC-SAS na posição de grande ambiente de fornecimento da informação meteorológica na parte sul da América do Sul e ser a rocha em que a ciência e a meteorologia se ancorem”, disse o executivo, considerado no setor bioenergético, como o pai do RenovaBio por ter sido o responsável pela construção e coordenação do programa.

Como primeira medida, Lacerda juntamente com os demais países participantes aprovaram a atualização do Estatuto do CRC-SAS.

LEIA MAIS > A irrigação por gotejamento pode aumentar sua pontuação no RenovaBio

De acordo com comunicado divulgado, o INMET, enquanto principal órgão do país na previsão de tempo e clima, vem para fortalecer o CRC-SAS, visando oferecer melhores serviços climáticos aos usuários nacionais.

O Instituto representa o Brasil junto à OMM desde 1950 e, por delegação desta Organização, é responsável pelo tráfego das mensagens coletadas pela rede de observação meteorológica da América do Sul e dos demais centros meteorológicos que compõem o Sistema de Vigilância Meteorológica Mundial.

 

 

climaCRC-SASInmet