Feplana pede à Casa Civil e à Agricultura mais recursos agrícolas  

Votação do PLN1 está prevista para dia 27

A Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana) voltou a se reunir com as demais entidades agropecuárias no Instituto Pensar Agro (IPA), durante a reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), para reivindicar mais recursos voltados à políticas agrícolas no Orçamento Fiscal da União (PLN1 2022), com previsão de ser votado na próxima quarta-feira (27).

Embora a demanda não esteja garantida em função do teto de gastos e da escassez de caixa governamental, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, presente no encontro, acompanhado do ministro da Agricultura, Marcos Montes, reconheceu a importância do pleito, sobretudo tendo a agricultura uma atenção especial pelo governo atual.

LEIA MAIS > Integração de culturas ganha força e potencializa descarbonização

A Feplana reconhece os esforços do governo, inclusive já com um aporte financeiro garantido no relatório do PLN1 do senador mato-grossense Carlos Fávaro. Porém, conforme foi colocado na reunião, será preciso mais cerca de R$ 865,5 milhões. “O acréscimo é urgente e necessário para a complementação do Plano Safra 2021/22, devido ao aumento de custo de produção, à alta inflação e ainda aos problemas climáticas.

“Acreditamos que o governo, mesmo sem recursos para equalizar a taxa de juros (Selic atual está em 11,75%), conseguirá uma forma para adequar às políticas agrícolas“, espera Paulo Leal, que é o presidente da Feplana. 

feplanarecursos agrícolas