Exportações de açúcar refinado caem 43,1%

As informações foram divulgadas nesta terça-feira (01/09) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e comparam os desempenhos entre agosto último e o mesmo mês de 2014.

O setor sucroenergético só registra péssimos resultados. 

Os embarques externos de açúcar refinado caíram 43,1% em agosto, ante mesmo período de 2014, e puxaram o péssimo desempenho de baixa nas exportações de manufaturados no mês passado, que despencou em média 24,8%.

O açúcar refinado foi o segundo em pior resultado. Só perde para os óleos combustíveis, cujos embarques para o exterior retraíram 68,5%.

As exportações de açúcar tiveram péssimo desempenho em agosto

No caso das exportações de açúcar em bruto, desempenho também ruim: queda de 42% nas exportações em agosto último, ante agosto de 2014. No geral, o grupo de produtos semimanufaturados recuou os embarques externos em 15,3%, na média diária.

Leia mais: Contratos de açúcar têm maior alta do ano

 

 

Já o etanol é destaque em exportações do setor sucroenergético. Conforme o MDIC, as vendas do biocombustível para fora avançaram 81,8% em agosto, contra igual período do ano passado.

 

Açúcarbiomassacanacana-de-açúcarcriseEUAexportaçãogovernomercadoproduçãosucroenergéticousinas