Disco de troca rápida da HRC resolve problema de corte na colheita mecanizada

Jairo Rúben, gerente operacional oferece mais explicações
[Patrocinado]
Disco de troca rápida Locker

A HRC Metalização, de Piracicaba −SP, trouxe grandes inovações tecnológicas para a área agrícola das usinas, como metalização, laser cladding e pós metálicos, aços de alta resistência (AR). Mas dentre tantas novidades a que ganhou maior relevância atualmente é o Clean Cut, programa de desenvolvimento de alta performance da colheita mecanizada. “Aliás, o Clean Cut já consolidou no ano de 2020 excelentes resultados e teve grandes investimentos no início deste ano, aumentando a projeção do
programa e sua abrangência”, informa Jairo Rubem, gerente operacional do programa Clean Cut.

De acordo com Rubem, o destaque está em detalhes do disco de troca rápida “Locker”. O especialista explica: “O disco de troca rápida é um sistema de facas que dispensa a fixação através de parafusos e permite fazer a troca das facas por cima do disco. É um sistema de fácil manejo operacional − comprovado por vários usuários − e seguro, que faz o travamento da faca de maneira bem ajustada e simples”.

Detalhando sobre a segurança e a permanência da faca no disco de troca rápido, o gerente operacional da HRC Metalização assegura que a própria força centrífuga colabora para que a fixação do equipamento fique perfeita. “Outro detalhe importante desse sistema é que além da velocidade da troca, ele soluciona um grave problema de corte em relação à colheita mecanizada, que é o fazer o abalo de soqueiras com um sistema de cunhas socado por baixo”, revela Rubem.

Ele argumenta que a solução deriva do fato de que as castanhas de encaixe das facas no disco, foram desenvolvidas de forma robusta, de modo que além de serem práticas na montagem, também permite a troca rápida das facas por peças que estejam tortas. “Isso evita aquele transtorno de ter que usar um maçarico no disco para retirada das facas. Além disso, o operador ganha mais segurança, pois não precisa mais colocar a peça debaixo de uma chave ou alguma outra coisa que esteja escapando, uma vez que não há mais necessidade de colocar a mão embaixo do disco”, detalha.

Essa segurança se dá também − segundo ele − graças à uma mudança onde tanto o destravando da castanha quanto a retirada da faca é feita somente por cima do disco. “Isso deixa o alojamento todo liberado para se fazer a limpeza e a troca de fixação de forma fácil. Outro detalhe importante − pontua Rubem − é que a castanha agora também vem com um pino de fixação na mesma posição que se teria um disco natural e uma área de reforço para se evitar quebras”, conclui gerente operacional do programa Clean Cut.

Em vídeo: confira o review do disco Locker
HRC Metalização