Desembolsos do BNDES para setor aumentam 100% em 2013

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ‐ BNDES, em todas as linhas de crédito destinadas ao setor sucroenergético em 2013 foi de R$ 6,9 bilhões ou 64% acima dos R$ 4,2 bilhões de 2012. A área industrial sucroenergética registrou aumento de 100% nos pedidos ao BNDES em um total de R$ 4,6 bilhões, a maior parte destinada às ampliações de usinas já existentes. O melhor desempenho da área industrial nos últimos seis anos foi obtido em 2010 com o desembolso de R$ 5,1 bilhões. A informação acaba de ser divulgada pelo Ministério de Minas e Energia. 

Já a verba destinada a área agrícola do setor registrou aumento de 75% em relação a 2012 ao atingir a marca de R$ 2,1 bilhões. Na área agrícola, um dos destaques é para o Programa de Apoio à Renovação e Implantação de Novos Canaviais – Prorenova criado em 2012 para incentivar a produção de cana‐de‐açúcar por meio de financiamentos à renovação dos canaviais e ampliação da área plantada, de acordo com o MME.

Segundo o MME, o melhor desempenho do Programa em 2013 está ligado aos ajustes realizados naquele ano tais como, a redução da taxa de juros que saiu de 8,8% a 9% ao ano para 5,5% ao ano; a ampliação do limite de financiamento por hectare, que saiu de R$ 4,350 mil por hectare para R$ 5,450 mil e o fim da restrição da participação de empresas com capital estrangeiro.

O saldo negativo se concentrou nos desembolsos para cogeração de energia, que recuaram 71%, para R$ 23 milhões, informa o MME.

Apoio RenovaBanco NacionalMME
Sem categoria