Da Mata é a 60ª usina a avançar na transformação digital da indústria

Projeto contempla a implantação dos módulos de Energia e Processos do S-PAA
Da Mata é 60ª usina a adotar o software S-PAA

Com o objetivo de otimizar a cogeração e os processos de produção de açúcar e etanol, a Usina Da Mata  avança no processo de transformação digital da indústria tornando-se a 60ª unidade produtora a adotar o software S-PAA – único RTO (Otimização em Tempo Real) do setor bioenergético no mundo. 

SAIBA MAIS > Senai planeja oferecer treinamento em Otimização em Tempo Real

A usina, que agora conta com a área industrial no formato Usina 4.0, contratou os módulos Full de Energia e Processos, incluindo a implantação de laços fechados com atuação automática nas malhas de controle, além do PDCA Online, que integra toda inteligência das equipes de gestão e operação atuando em tempo real para obter a máxima eficiência de toda a planta industrial.

LEIA MAIS > Road Show da Transformação Digital visita a Usina Santa Adélia

Walter Di Mastrogirolamo, gerente industrial da Da Mata, oferece mais informações sobre a transformação digital da indústria da usina. “Baseado na minha experiência de alguns anos operando com o S-PAA em outra usina, contar com uma planta virtual modelada e inteligente, que possibilite o tempo todo comparar a forma de operação da usina versus o ponto ótimo, ou seja, encontrar o delta, traz um ganho muito significativo de eficiência”.

Além disso — informa o gerente industrial — com o S-PAA existe um tempo de resposta excelente, pois o software fica o tempo todo analisando e fazendo ajustes nas operações. Portanto, aquilo que um operador levaria um bom tempo para fazer manualmente, é processado pela ferramenta em milésimos de segundo. Isso traz um retorno financeiro muito interessante.

LEIA MAIS > Brejo Alegre Bioenergia recebe Road Show da Transformação Digital

Mastrogirolamo destaca também as atuações automáticas do software — os laços fechados. “Inicialmente começaremos com os laços de energia e depois avançaremos para laços de vapor, inclusive fechando os vapores de baixa, V1 e V2”.

LEIA MAIS > Road Show da Transformação Digital visita a Usina Santa Adélia

Por fim o profissional celebra os ganhos que serão obtidos. “Nossa expectativa é ter uma integração maior entre as áreas, com tempo de resposta mais rápido nas atuações, o que redundará em ganhos de estabilidade operacional e, em decorrência, ganhos nos produtos finais – açúcar, etanol e energia. Além do aprimoramento da equipe, que terá um novo olhar sobre o potencial de cada equipamento, de cada setor e, portanto, da usina. Utilizar o S-PAA é um ciclo virtuoso de aprendizado e crescimento!”

Usinas e grupos que recentemente adotaram o software S-PAA

Outras usinas e grupos avançaram no processo de transformação digital e estão entre as 60 usinas que adotaram o software S-PAA. Entre as mais recentes está a Tereos, que estendeu a tecnologia para as sete unidades do Grupo, com as unidades Andrade e Severínia; a Biosev, com as unidades Santa Elisa, Vale do Rosário e Leme; a Colombo, com as unidades Palestina e Santa Albertina; e a Usina São Domingos.

Quanto essas 60 usinas representam em números:
  • 100 milhões de toneladas de cana por safra;
  • 4,8 bilhões de litros de etanol por safra;
  • 140 milhões de sacas de açúcar (50kg);
  • 7,7 GWh de bioenergia por ano;
  • Retorno médio de R$ 2.800.000,00 por projeto.

 

Industria40PDCA onlineRTOS-PAAS-PAA SoteicaUsina Da MataUsina40
Cometários (0)
Adicione Comentário