Copersucar supera a marca de 8 milhões de CBios emitidos

Volume equivale ao trabalho de absorção de 56 milhões de árvores por 20 anos
Vista aérea de uma das usinas associadas da Copersucar mostra a integração com o meio ambiente (Foto: Na Lata)

No início deste mês de dezembro, as 34 usinas sócias da Copersucar ultrapassaram a marca de 8 milhões de créditos de descarbonização (CBios). Como cada CBio corresponde a uma tonelada de gases do efeito estufa (GEE) que deixou de ser lançada na atmosfera, a empresa já evitou o lançamento de mais de 8 milhões de toneladas de carbono, efeito semelhante ao trabalho de 56 milhões de árvores, crescendo e absorvendo carbono por 20 anos.

“Este resultado ilustra o nosso compromisso de longo prazo com a sustentabilidade e comprova a eficiência na gestão dos indicadores ambientais de produção e logística de cada uma de nossas 34 usinas”, ressalta Bruno Alves Pereira, gerente de sustentabilidade da Copersucar, empresa que confirma a liderança na emissão dos créditos de carbono do programa, com 17% de participação do mercado.

Bruno Alves Pereira, gerente de sustentabilidade da Copersucar

Desde o início do programa, em 2020, já passaram pela recertificação 8 usinas sócias da Copersucar, conseguindo evolução de até 80% em suas notas de eficiência energético-ambientais (NEEA). Esta melhoria é fruto de um controle mais detalhado do ciclo de vida do produto o que acaba, consequentemente, ampliando a quantidade de CBios gerada por litro de etanol comercializado.

Expectativas para o RenovaBio em 2022

Em 2022, a quantidade de créditos que as distribuidoras terão que adquirir já foi determinada pelo governo: serão 35,98 milhões de toneladas de CBios.

“Este volume deve ser atingindo sem grandes problemas, principalmente, se considerarmos os créditos excedentes gerados neste ano. Os CBios que não forem comprados até 31 de dezembro, podem ser utilizados no ciclo posterior, uma vez que eles só saem de circulação quando forem aposentados pelos compradores”, conclui Pereira.

 

 

 

CbioscopersucarRenovaBio