Cocal lança seu Projeto Biogás em encontro virtual

Nova planta industrial será construída em Narandiba/SP

A Cocal apresentou seu Projeto Biogás no evento virtual “Biogás – sustentabilidade ambiental e financeira para Presidente Prudente” promovido pela Ciesp/Depar (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo/Departamento de Ação Regional), no dia 15 de outubro. Os detalhes do empreendimento pioneiro na região foram apresentados pelos diretores da usina, Paulo Zanetti e André Gustavo Alves da Silva, superintendente e de Novos Produtos, respectivamente.

“A participação nesse evento foi importante para apresentarmos para as indústrias da região o nosso projeto e, principalmente, nosso produto (biometano), que estará disponível para atender esse mercado, a partir de abril/2021, produto limpo, renovável, 100% sustentável, de acordo com nossa missão”, declarou Silva.

No encontro, foram elencadas as motivações do projeto, sendo a tecnologia de ponta disponível para a produção durante o ano todo a principal delas. Também se verificou a demanda de biogás no oeste paulista como uma oportunidade, assim como o incentivo do Programa RenovaBio. A Cocal pretende também tornar autossustentável o consumo de 30 milhões de litros de diesel da sua safra. Será possível ainda a venda de energia elétrica via geração distribuída.

A implantação da nova planta industrial, localizada em Narandiba/SP, ocorre de acordo com o planejado e a previsão de partida é abril de 2021. O fornecimento de biometano ocorrerá por meio do gasoduto do projeto Cidades Sustentáveis da GasBrasiliano.

A partir dos resíduos industriais (torta de filtro, vinhaça e palha de cana) a unidade terá capacidade de produzir 33,5 milhões Nm3 de biogás. Com isso, a exportação de energia será de até 33,3 mil MWh/ano e a produção de biometano de 8,9 milhões Nm3/ano, aproximadamente 24 mil Nm3/dia.

LEIA MAIS > Cresce o potencial do Biogás como opção lucrativa para usinas

Os municípios de Narandiba, Pirapozinho e Presidente Prudente, todos no interior de São Paulo, serão os primeiros abastecidos com biometano na região, atendendo indústrias, comércios, residências e veículos leves e pesados (GNV – gás natural veicular).

“Além da sociedade, essa produção será benéfica para o meio ambiente, pois oferece uma nova fonte de energia limpa e renovável para consumo, contribui para o desenvolvimento regional e garante uma destinação nobre para os resíduos industriais”, afirma a empresa.

 

biogásbiometanoCocalEnergia RenovávelGasBrasilianorenovávelvinhaça
Cometários (0)
Adicione Comentário