Cocal conclui construção de planta de secagem de levedura

Unidade terá capacidade de produzir até 40 toneladas/dia

A Usina Cocal acaba de finalizar a construção de sua nova planta industrial de processamento e secagem de levedura, localizada na sua unidade de Narandiba, no interior de São Paulo.

As atividades no local devem ter início ainda neste mês de junho. Inicialmente, a nova unidade industrial produzirá 30 toneladas/dia de levedura, mas possui capacidade para gerar até 40 toneladas/dia.

No vídeo de lançamento da planta, o diretor superintendente da Cocal, Paulo Zanetti, recorda que o projeto surgiu há mais de um ano e, desde então, vem sendo desenvolvido por uma grande equipe de especialistas.

“Graças ao empenho dos nossos colaboradores e terceiros que trabalharam com afinco temos, hoje, mais uma indústria na unidade de Narandiba, seguindo com o grande propósito da Cocal que é promover o desenvolvimento, gerar emprego e renda para toda nossa região e o setor”, disse.

A levedura será produzida a partir do creme extraído do processo de fermentação alcoólica, realizado nas próprias unidades da Cocal, em Narandiba e Paraguaçu Paulista – SP, e também da compra de creme de empresas terceiras e de outras usinas da região.

LEIA MAIS > Retomada do setor sucroenergético permanece estável após 1 ano de pandemia

De acordo com o gerente industrial da Cocal, Geraldo Donizette de Oliveira Homem, o creme de levedura excedente é retirado do processo de fermentação do etanol que, antes, era considerado um resíduo e acabava descartado. Porém, com a nova planta, ele será aproveitado na produção de levedura seca, que será destinado a empresas do mercado de ração animal.

“Além do aproveitamento do resíduo como agregador, ou seja, que se tornou um novo produto, a planta também terá o biogás produzido pela própria Cocal como fonte de energia e o benefício do valor monetário para a empresa, bem como a geração de empregos, investimento em tecnologias de ponta e a promoção do desenvolvimento da região”, complementa.

“Nosso propósito é gerar sustentabilidade, aproveitando o máximo de potencial da cana-de-açúcar, oferecendo produtos e serviços diferenciados”, conclui André Gustavo, diretor da companhia.

 

 

 

 

LeveduraSustentabilidadeUsina Cocal