BTG Pactual nega que avalia compra de usinas da Atvos

Banco enviou esclarecimentos à CVM

O banco BTG Pactual informou que “não avalia, nem nunca avaliou, comprar o controle das usinas sucroalcooleiras da Atvos”, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A instituição afirmou ainda que “a transação não se enquadra nas estratégias de nenhuma das áreas de atuação do BTG Pactual”.

O esclarecimento aos acionistas e ao mercado foi feito após a veiculação de notícia no Jornal Valor Econômico na última semana, pela qual, o banco estudava a aquisição das unidades do grupo, que está em recuperação judicial desde o ano passado.

LEIA MAIS > Atvos na mira do banco BTG Pactual

De acordo com a publicação, as conversas entre a instituição e a empresa já estariam em curso e a compra seria feita por meio da divisão do BTG Pactual que investe em empresas com dificuldades financeiras, conhecida como “special situations”, com aporte de investimento de R$ 500 milhões previstos. A Atvos não quis se manifestar sobre o assunto.

AtvosBTG PactualCVM
Cometários (0)
Adicione Comentário