Asplan participa do Dia de Campo da Megacana Tech Show Brasil

Ação foi realizada em na Usina Petribu, localizada em Carpina - PE

A 14ª edição da Megacana Tech Show Brasil foi realizada em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, nesta terça-feira, dia 17 de maio. O evento tem o objetivo de abordar e falar sobre as principais novidades e tecnologias para o trabalho com a cana-de-açúcar.

A feira etinerante esteve pela primeira vez em Pernambuco reunindo na Usina Petribu, autoridades, profissionais do setor, produtores e covidados. O presidente do Grupo EQM, Eduardo de Queiroz Monteiro, prestigiou o evento, representando a Usina Cucaú.

A Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) prestigiou o evento, sendo representada pelo diretor técnico do Departamento Técnico (DETEC) da Asplan, Neto Siqueira, pelo agrônomo da entidade, Luis Augusto e pelo biólogo da Estação de Mataraca, Roberto Balbino. 

LEIA MAIS > Governo, através de decreto, regulamenta mercado nacional de carbono
(Foto: Alexandre Aroeira/ Folha de Pernambuco)

“Foi muito interessante, pois tivemos a oportunidade de conhecer novos tratamentos para melhorar a produtividade, novas variedades de cana, novos herbicidas, novos implementos e abrimos os horizontes para novas tecnologias”, destaca o diretor do DETEC da Asplan, Neto Siqueira. Ele lembra que o evento também focou na questão dos tratamentos biológicos que serão um divisor de águas no combate às pragas. “Como temos a Estação de Mataraca, que produz insumos biológicos, foi também importante neste aspecto”, reitera Neto.

Para o agrônomo Luis Augusto o evento foi enriquecedor, especialmente, no que diz respeito às variedades transgênicas e as novidades tecnológicas.

“Hoje, nós não temos variedades resistentes a broca da cana e vimos isso lá, além das variedades transgênicas com a tecnologia BT do CTC que é o que existe de mais moderno em termos de melhoramento genético. Foi também um momento de ver o que há de mais moderno no mercado, além de aprender um pouco mais sobre o uso da técnica da irrigação que aumenta a produtividade e longevidade dos canaviais e que para nós é de suma importância já que temos uma média baixa, próximo de 50, e quando acontece à irrigação por gotejamento saímos deste patamar para uma média de 100 a 120, com longevidade de dez anos”, reforça Luis, lembrando que na Paraíba isso já é observado.

LEIA MAIS > Vinhaça: do resíduo ao produto
Neto Siqueira, Luis Augusto e Roberto Balbino representaram a Asplan

Promovida pela Canacampo e Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), a Megacana Tech Show Brasil acontece de março a agosto em várias localidades do país.

O evento contou com apresentações, palestras com personalidades e especialistas do setor, troca de conhecimento e negócios, divulgações de marcas, tecnologias e inovações, networking shows e milhares de pessoas.

 

 

cana-de-açúcarMegacanaUsina Petribú