Aliado do RenovaBio, tecnologia reduz emissão de CO2 com maior produtividade e melhor rentabilidade

A substituição das adubações nitrogenadas minerais para o canavial gera mais vigor à planta, aumenta a longevidade da plantação e facilita as operações

Aliado do RenovaBio, tecnologia reduz emissão de CO2 com mais produtividade e menos custos substituindo a aplicação de N-mineral no canavial, solução gera mais vigor à planta, aumenta a longevidade da plantação e facilita as operações.

No cultivo de cana-de-açúcar, estima-se que 40% da emissão de gás carbônico para atmosfera procede dos fertilizantes nitrogenados minerais que são aplicados. Assim, a busca por inovações tecnológicas para eliminação do uso de fertilizantes nitrogenados minerais na canavicultura tornou-se uma meta ambiciosa do pesquisador Flavio Pompei, diretor industrial e responsável Técnico da EUROFORTE Agrociências.

As inovações para estímulo da microbiota do solo e especialmente da FBN deram origem ao BVBOOSTER, tecnologia que substitui o uso do N-mineral em lavouras comerciais de cana-de-açúcar. Ensaios e demonstrações nos últimos 12 anos comprovaram que essas tecnologias são sustentáveis e economicamente vantajosas para a substituição das adubações habituais com nitrogenados minerais na cana-de-açúcar, gerando ainda ganhos importantes na produtividade de açúcar.

Confira os principais benefícios que o BVBOOSTER proporciona ao produtor:

  • Aumenta o vigor e produtividade no canavial
  • Aumenta a longevidade do canavial
  • Aumenta o TCH
  • Simplifica operações de campo
  • Promove maior lucratividade
  • Favorece a geração de CBIO

A substituição da adubação média e habitual, de 80 a 100 kg de N-mineral/ha em cana-soca, por apenas 11 litros de BVBOOSTER/ha, além de ganhos na produtividade de açúcar, da redução em 30 a 40% no montante dos investimentos para adubações e diminuição em 2/3 na movimentação anual de fertilizantes NPK para cana-soca, ainda gera uma redução média de 880 a 1.100 Kg na emissão de gás carbono/ha, quantidade equivalente à de 0,88 a 1,1 CBIO/ha-ano.

Pelo preço médio atual estimado pelo MME, de R$ 44,58/CBIO, essa substituição pode gerar muito mais sustentabilidade do cultivo e mais um benefício anual de R$ 39,23 a R$ 49,04/ha.

BVBOOSTER comprovou ser uma excelente ferramenta para ganhos em CBIOs, gerando, ainda, mais vigor e produtividade, redução de custo, aumento da longevidade do canavial e facilidade operacional.

No cultivo de cana-de-açúcar, estima-se que 40% da emissão de gás carbônico para atmosfera procede dos fertilizantes nitrogenados minerais que são aplicados. Assim, a busca por inovações tecnológicas para eliminação do uso de fertilizantes nitrogenados minerais na canavicultura tornou-se uma meta ambiciosa do pesquisador Flavio Pompei, diretor Industrial e Responsável Técnico da EUROFORTE Agrociências.

LEIA MAIS >  Governo paulista recria Câmara do Açúcar, Álcool e Bioenergia

As inovações para estímulo da microbiota do solo e especialmente da FBN deram origem ao BVBOOSTER, tecnologia que substitui o uso do N-mineral em lavouras comerciais de cana-de-açúcar. Ensaios e demonstrações nos últimos 12 anos comprovaram que essas tecnologias são sustentáveis e economicamente vantajosas para a substituição das adubações habituais com nitrogenados minerais na cana-de-açúcar, gerando ainda ganhos importantes na produtividade de açúcar.

Confira os principais benefícios que o BVBOOSTER proporciona ao produtor:

  • Aumenta o vigor e produtividade no canavial
  • Aumenta a longevidade do canavial
  • Aumenta o TCH
  • Simplifica operações de campo
  • Promove maior lucratividade
  • Favorece a geração de CBIO

A substituição da adubação média e habitual, de 80 a 100 kg de N-mineral/ha em cana-soca, por apenas 11 litros de BVBOOSTER/ha, além de ganhos na produtividade de açúcar, da redução em 30 a 40% no montante dos investimentos para adubações e diminuição em 2/3 na movimentação anual de fertilizantes NPK para cana-soca, ainda gera uma redução média de 880 a 1.100 Kg na emissão de gás carbono/ha, quantidade equivalente à de 0,88 a 1,1 CBIO/ha-ano.

Pelo preço médio atual estimado pelo MME, de R$ 44,58/CBIO, essa substituição pode gerar muito mais sustentabilidade do cultivo e mais um benefício anual de R$ 39,23 a R$ 49,04/ha.

BVBOOSTER comprovou ser uma excelente ferramenta para ganhos em CBIOs, gerando, ainda, mais vigor e produtividade, aumento da longevidade do canavial e facilidade operacional.

 

canavialCanaviculturaCbiosFertilizantesRenovaBio