fbpx
JornalCana

Amerra negocia aquisição de usina da família Bumlai

A gestora americana de fundos Amerra está negociando com os principais credores da Usina São Fernando, da família do empresário José Carlos Bumlai, preso no âmbito da operação Lava-Jato, e que está em recuperação judicial, a aquisição da unidade da empresa localizada em Dourados (MS), segundo uma fonte a par do assunto.

A proposta ainda não foi formalizada, mas o Amerra apresentou aos credores a possibilidade de adquirir a usina por meio da assunção da dívida da companhia com desconto, segundo essa fonte. Atualmente, a usina tem uma dívida em torno de R$ 1,5 bilhão. A intenção do fundo é adquirir a usina assumindo um endividamento entre R$ 950 milhões e R$ 1 bilhão.

Esse valor seria correspondente a uma aquisição de aproximadamente US$ 68 por tonelada de cana de capacidade
instalada, uma vez que a usina tem capacidade de moer até 4 milhões de toneladas por safra. O valor seria acima da última aquisição de usina sucroalcooleira realizada no país, de US$ 40 por tonelada.

Já houve duas reuniões entre o Amerra com o Banco do Brasil e com o BNDES, além de um encontro com o BNP Paribas, que são os principais credores da Usina São Fernando. As negociações ainda estão em andamento, mas existe a possibilidade de que o Amerra proponha descontos diferentes para cada credores com garantia e quirografários (sem garantia).

A aquisição se daria em um leilão judicial, em que a Usina São Fernando constituiria uma Unidade Produtiva Isolada (UPI), que poderia incluir, além da usina de cana, as duas unidades de cogeração, a São Fernando e a São Fernando I.
A proposta precisa ser costurada com os credores até o dia 17 de novembro, data em que está marcada a assembleia que deliberará sobre o novo plano de recuperação judicial. Se a assembleia não alcançar o quórum mínimo, a segunda convocação está marcada para 1 de dezembro e pode ser instalada independentemente da quantidade de credores presentes.

A estratégia é bastante semelhante à adotada no caso da recuperação judicial do grupo Infinity. Nesse caso, a própria Amerra, que era uma das principais credoras da companhia, assumiu a Usina Ibirálcool, localizada no município de Ibirapuã (BA), e dividiu o controle da Usina Usinavi, em Naviraí (MS) com outro fundo de investimentos americano, o CarVal. Antes da venda, a Infinity era controlada pelo Grupo Bertin, mesmo grupo que, até 2009, foi sócia dos Bumlai na São Fernando.

Ainda de acordo com a mesma fonte, outros dois investidores de capital estrangeiro já teriam visitado a Usina São Fernando, mas ainda não chegaram a discutir propostas com os credores.

Procurados, os filhos de José Carlos Bumlai, Guilherme Bumlai e Maurício Bumlai, que controlam a Usina São Fernando disseram por meio de sua assessoria que não querem comentar sobre o assunto.

Fonte: (Valor)

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram