fbpx

Além de açúcar, Czarnikow vai negociar etanol e energia no Brasil

Companhia busca expandir seu negócio com usinas nacionais

A Czarnikow, trading britânica de alimentos e serviços, anunciou nesta quinta-feira (27) que começará a operar com os mercados de etanol e energia no Brasil. 

A companhia já recebeu autorização da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para comercializar biocombustível e eletricidade. Para isso irá criar uma nova empresa chamada CzEnergy.

Na avaliação da Czarnikow, que  origina dois milhões de milhões de toneladas de açúcar por ano, o mercado de etanol é 50% maior do que o do adoçante. Já o mercado de livre de energia no Brasil tem potencial de R$ 45 bilhões anuais, estima a empresa.

A sinergia entre os setores nos quais a trading já atua no país com os novos mercados foi destacada em nota pelo CEO da empresa, Robin Cave. “Desde 2010, também atuamos no setor de energia de alguma forma, apoiando nossos clientes que operam nos mercados livre e regulado”, disse.

Companhia já recebeu autorização da ANP para comercializar biocombustível e eletricidade

Tiago Medeiros, chefe da Czarnikow Brasil, comentou sobre a expansão dos negócios em terras brasileiras. “O produtor de açúcar, não apenas no Brasil, mas em outros lugares, está também produzindo etanol e bioeletricidade. Então, queremos oferecer serviços de trading, financiamento e hedge para outros produtos além de açúcar”, ressaltou. 

Ao JornalCana, Medeiros disse que as negociações com o setor já se iniciaram. “Estamos falando com todas as usinas do portfólio da Czanikow. São mais de 40 grupos produtores de quem já compramos açúcar há muitos anos”, afirmou.

 

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

quinze + três =

X